Entrevista - VM Macedo por Clarissa Macedo:



Escritor: VM Macedo
Livro: Inquebrável

      Nos conte um pouco sobre sua vida e hábitos.

Meu nome é Vanessa, tenho 25 anos, sou mãe de um principezinho de 03 anos e estudante de administração. Atualmente, trabalho na empresa dos meus pais, como Assistente Administrativo. Sou leitora voraz, daquelas que devoram livros em segundos. Meu passatempo é levar o filhote para passear, ver um filme e curtir a família. Sou tímida ao extremo, daquelas que fica roxa ao ter que falar em público, mas amo o contato com as pessoas. Acho que em resumo essa sou eu.

      Como você descobriu que queria ser escritora?

Eu sempre escrevi fosse em diários, reescrevendo histórias ou peças, mas escrever um livro não passava de uma idéia. Sempre que podia estava escrevendo sobre qualquer coisa que eu estivesse em mente, mas juro que nunca imaginei que, um dia, isso poderia virar um livro. E aqui estou eu, fazendo tudo que eu sempre amei fazer.

      Quais seus autores e gêneros literários preferidos? Tem alguma dica de um bom livro?

Sou completamente apaixonada por romances, mas consigo ler outros tipos de livros desde que não sejam aterrorizantes. Dicas de livros? Acho que vou ficar aqui até amanhã listando, porque existem tantos que eu amo! Acho que o livro que eu li este ano e ficou na minha mente por tanto tempo foi a trilogia Halo da Alexandra Adornetto, para quem gosta de literatura fantástica ele é incrível, porque abrange o assunto “anjos” sem estipular religiões e eu achei isso incrível. Indico também minhas lindas amigas que estão começando nessa empreitada agora e que são escritoras incríveis, a Rlaila, LM Gomes e a Pâmella Marcenal. Quem puder dá uma procuradinha no wattpad e leiam as histórias delas porque são muito boas.

      Quanto tempo você demorou para escrever seu livro?

O Inquebrável foi escrito em +/- um ano. Comecei a escrevê-lo no inicio de 2013 e em dezembro ele ganhou as famosas três ultimas letrinhas: FIM.



      Como surgiu a ideia de escrever um livro de romance?

Até hoje eu ainda não sei como essa idéia surgiu. Com a quantidade de livros que eu leio as ideias começaram a surgir na minha mente e eu comecei a colocá-las soltas no papel, sem nenhuma pretensão. Até que conversando com uma amiga quase irmã ela me perguntou: “Por que você não as coloca no papel e vê no que dá?”. E esse foi o gatilho que eu precisava. Escrevi tudo em um arquivo do Word e mudei tantas, mas tantas vezes até que ele tivesse em um ponto em que eu pensei... Está pronta.

      O livro “Inquebrável” é o seu primeiro livro publicado?

Sim. Ele é meu primeiro baby, a minha primeira história lida por várias pessoas e estou um pouco adormecida ainda com tudo isso. É um misto de felicidade e pavor.

    Hoje em dia a internet é uma grande ferramenta usada para divulgação dos livros, mas ao mesmo tempo existem os ebooks não autorizados. Na sua opinião a internet é uma aliada ou uma vilã?

Acho que a internet tem tudo para ser uma aliada, os ebooks são tão baratinhos que acho que não há necessidade de liberá-los dessa forma, sem autorização.

      Qual a maior dificuldade em se publicar um livro no Brasil?

Encontrar uma editora, com certeza, está no topo do ranking. São poucas as que investem em autores iniciantes e quando fazem cobram horrores para a publicação. Nesse trajeto conheci poucas gráficas ou editoras que fazem um preço mais em conta e investem em autores novos. Temos bastante talento espalhado pelo Brasil inteiro, mas para muitas editoras é muito mais “válido” trazer um autor estrangeiro – nada contra, eu os amo – a investir em um talento nacional.

      Já existem planos para próximos livros?

Sim... Estou com um novo projeto em criação e confesso que estou bem confiante quanto a ele.

1 Qual seu atual livro de cabeceira?

Meu livro de cabeceira eterno é o Pequeno Príncipe. Sou simplesmente apaixonada por esse livro. Foi o primeiro que eu li, o primeiro que comprei e li para o meu filho.


Gostaríamos de agradecer seu carinho e atenção em aceitar participar da entrevista. A nossa intenção é promover e incentivar a leitura de livros nacionais. Temos grandes escritores e poucos são devidamente reconhecidos.


O Blog do Balaio admira e apoia os escritores brasileiros.



7 comentários :

  1. Oi Van e Clarissa!
    Adorei a entrevista e fiquei super interessada em "Inquebrável"!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  2. Adorei a entrevista !

    Parabéns Vanessa :) Escrever não é pra qualquer um não.

    Q vc tenha muito sucesso sempre !

    Bjs !

    | O Blog Que Não é Blog |

    ResponderExcluir
  3. Amei a entrevista! Espero ler algum livro dessa escritora linda :)
    Beijos!

    Blog Literamagia

    ResponderExcluir
  4. Viva aos autores nacionais! Amei a entrevista, ainda pretendo conhecer a sua obra, alem de linda parece ser mega simpática e querida.

    Parabéns pela entrevista

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  5. Halo é uma das minhas séries preferidas também! *-* hahaha
    mesmo achando alguns ebooks baratos, muita gente se aproveita para revender ou até disponibilizá-los ilegalmente né =/
    também acho que no brasil poucas editoras investem em livros nacionais, ainda mais se o autor for desconhecido, ninguém dá muita credibilidade ;x
    uma amiga minha está tentando publicar um livro e eu estou acompanhando este sofrimento dela. não está sendo nada fácil viu :S
    O Pequeno Príncipe é um ótimo livro de cabeceira eim!!! :P

    ResponderExcluir
  6. Amei conhecer mais um pouco dessa linda....ela é uma autora e tanto,vou ler o livro dela em breve.
    bjs
    me visite:https://ateliedoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Obrigada pelo carinho amores! Se quiserem saber mais sobre os meus livros acessem: www.vmmacedo.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...