A Livraria 24 horas do MR. Penumbra - Robin Sloan - Editora Novo Conceito:



Sinopse:

A recessão econômica obriga Clay Jannon, um web-designer desempregado, a aceitar trabalho em uma livraria 24 horas. A livraria do Mr. Penumbra — um homenzinho estranho com cara de gnomo. Tão singular quanto seu proprietário é a livraria onde só um pequeno grupo de clientes aparece. E sempre que aparece é para se enfurnar, junto do proprietário, nos cantos mais obscuros da loja, e apreciar um misterioso conjunto de livros a que Clay Jannon foi proibido de ler. Mas Jannon é curioso…


Minha Opinião:


O típico livro que te 'engana', hehe.
Sabe aquele livro que você pensa saber exatamente sobre o que se trata e quando vai ver te pega de surpresa? Então, este é o Livraria 24 horas do MR. Penumbra.
Precisei ler ele para o Clube do Livro /leitura do mês de maio e fiquei bem contente quando vi que este seria o livro do mês pois, estava com ele aqui há um bom tempo e sempre quis muito pegá-lo para ler, poréeeeem, quem é blogueira sabe que nem sempre conseguimos ler na proporção e ordem que gostaríamos não é?!





















Mas enfim, iniciei esta leitura com as expectativas a mil e apesar de a sinopse e capa serem toda misteriosa e estilosa, imaginava que teríamos uma trama peculiar ambientada em uma também peculiar biblioteca, na verdade é meio por aí mesmo, porém, a história vai além e mescla componentes que, pelo que li em outras resenhas, poucos leitores imaginavam encontrar nas páginas de A Livraria 24 horas do MR. Penumbra, como por exemplo, tecnologia.
O narrador da história é Clay, um rapaz comum que está desempregado depois de ter trabalhado por um tempo numa pequena empresa como web designer. Na busca por emprego, ele vai parar em frente à livraria do MR. Penumbra e, atraído por um cartaz de "precisa-se de funcionário" entra e já é imediatamente contratado para o cargo que no caso consiste no turno da noite (lembrando que esta livraria não fecha nunca).



Já no seu primeiro dia ele percebe que há algo de muito estranho por ali, a começar pelo proprietário que é um homem sombrio e misterioso, sem falar que quase ninguém entra na livraria, na realidade, Clay não faz ideia de onde vem o dinheiro para pagar os salários dos funcionários, já que visivelmente não há movimento no estabelecimento. Outra coisa que chama a sua atenção é um certo acervo de livros que ele intitula como "Catálogo Pré-histórico" e que fica numa sessão separada dos livros 'comuns'. Este catálogo é composto por livros que parecem ter sido escritos em códigos e serem bastante antigos. Há leitores para estes livros. Volta e meia entram na livraria pessoas tão esquisitas quanto seu dono e que sempre solicitam algum dos livros do tal catálogo. Como nenhum deles paga por estes livros, Clay imagina que estas pessoas façam parte de algum Clube do Livro ou algo neste estilo.



Muitas especulações são feitas, mas nenhuma resposta é encontrada. Na genuína boa vontade de dar um 'up' nas vendas, Clay começa a bolar algumas estratégias de vendas e para isto utiliza seus conhecimentos de informática. Sem prever, Clay descobre algo 'grande' e que o faz enxergar a livraria com outros olhos, aos poucos ele e alguns amigos que vão aparecendo ao longo da trama, vão se aproximando da verdadeira identidade da Livraria 24 Horas do MR. Penumbra e fica cada vez mais difícil não se envolver com estas descobertas tão inusitadas.
A partir daqui as coisas começam a se misturar, o que é novo se funde com o que é velho e um precisa do outro para que o objetivo da livraria siga firme forte, mas afinal, qual o objetivo da livraria? O que significam os livros pertencentes ao "Catálogo Pré-Histórico"? Quem são os misteriosos leitores destes livros?



Enfim, temos um livro recheado de mistérios a serem desvendados, porém, estes mistérios só começarão a ser solucionados lá para o final do livro, faltando cerca de 50 páginas para o final da história.
Até então, a gente vai acompanhando Clay e MR Penumbra neste gostoso ambiente rodeado de estantes abarrotadas de livros ao mesmo tempo em que o autor procurou nos inserir no mundo tecnológico. Aqui eu confesso que fiquei um pouco confusa já que não entendo muito de tecnologias avançadas e tal, ele fala bastante sobre o Google e sobre técnicas inéditas e inovadoras. Quem entende de informática vai gostar desta parte.
Meu personagem preferido é sem dúvida o MR. Penumbra, porém, ele aparece menos que Clay na trama, acredito que o autor poderia ter focado mais neste personagem sinistro e ao mesmo tempo carismático, com certeza agradaria muito mais leitores. Durante a maior parte do tempo, "A Livraria 24 horas do MR. Penumbra" é uma leitura agradável, com algumas passagens divertidas. Uma boa companhia para uma noite de sábado. A narrativa é fluída e facilita o bom andamento da leitura.

Daria um bom filme, com este mesmo título....


O livro no Skoob:





Visite a Novo Conceito:











8 comentários :

  1. Nossa Vanessa, juro que acreditei que seria exatamente o que você descreveu e nada do que explicou após a leitura, tanto que nem tenho o livro. Pensei que fosse alguma sociedade secreta em uma biblioteca. Como algumas coisas enganam, né?


    Beijos

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  2. O bom do Balaio é que sempre tem coisa legal. :) Adorei a Resenha, Vanessa! Cê vai na Bienal de Sampa esse ano?

    ResponderExcluir
  3. Também jamais imaginaria tecnologia no meio de um livro assim... Surpresa mesmo! Tenho muita vontade de ler. Uma história em um ambiente assim deve ser uma delícia de acompanhar!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  4. desde que este livro lançou eu tenho curiosidade em ler, mas vivo postergando
    não sabia desta parte "tecnológica" dele hehe
    nesta parte, com certeza vou ficar boiando hahaha
    adoro um mistério, e este parece ser ótimo *--*

    ResponderExcluir
  5. Oi, Van! Cheguei a ganhar esse livro em um sorteio, mas como o livro nunca chegou acabei deixando de lado, ahsuhaus Sou muito curiosa a respeito desse mistério todo.

    Beijão

    ResponderExcluir
  6. Oi Van,
    Acho a premissa do livro bastante interessante, mas não sei se é meu tipo de leitura. Porém, fiquei curiosa com a sua resenha e conhecer o Mr. Penumbra (mesmo que ele tenha aparecido pouco) :)
    Beijos,
    Ká Andrade
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Nunca tive muita curiosidade para ler esse livro, sempre tive a impressão de que me decepcionarei haha!
    Adorei sua resenha!

    Beijos =)
    Carolina's Books Blog

    ResponderExcluir
  8. Van!
    Quando li esse livro também fiquei um tanto confusa e achei mais um enredo para filme.

    Obrigada por visitar o blog!
    Bom final de semana!!
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!
    “Tarde demais o conheci, por fim; cedo demais, sem conhecê-lo, amei-o.”(William Shakespeare)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...