Divulgando - Quarenta dias sem sombra - Olivier Truc - Edit. Tordesilhas:



Sobre a obra:

Vencedor de 17 prêmios internacionais.

Aldeia de Kaurokeino, Lapônia, 10 de janeiro. A última noite polar. O sol voltará a brilhar após quarenta dias ausente. O povo está reunido na importante cerimônia de retorno de um tambor sagrado, que fora recentemente trazido à vila por um velho explorador francês. Mas a cerimônia não é levada a cabo. O tambor é roubado, causando uma intensa comoção entre os locais. A peça, acredita-se, permitia aos xamãs se comunicar com o mundo dos mortos.Entre os suspeitos do roubo, está um grupo extremista que disputa terras com os lapões, e protestantes fundamentalistas que se opõem ao renascimento da antiga religião.

Pouco depois, um criador de renas é encontrado morto e mutilado no meio da neve, tratado como uma carcaça. A investigação de ambos os crimes é liderada por Klemet Nangoe Nina Nansen, membros de uma unidade especial da polícia. Lapão, Klemet está prestes a se aposentar, enquanto Nina, vinda da costa sul da Noruega, não tem interesse nos homens brutos e na natureza hostil da Lapônia.

Nem todos aceitam a ajuda dos oficiais, que,para resolver os mistérios,precisarão enfrentar condições extremas e considerável isolamento, trazendo à trama o componente dramático dos países nórdicos. O desenrolar da investigação revela a Lapônia, um lugar aparentemente tranquilo, como uma terra de conflitos e mistérios ancestrais, cuja tradição lhe confere características únicas na moderna Europa. Um policial com uma trama arrebatadora que, ao mesmo tempo, abarca os desafios da tradição perante a contemporaneidade.

SOBRE O AUTOR

Olivier Trucnasceu na França, em 1964. Atualmente mora em Estocolmo, onde trabalha como correspondente do Le Monde e do Le Point cobrindo aspectos políticos, econômicos e sociais. Truc produziu documentários para televisão e publicou livros de reportagem.Quarenta dias sem sombra é sua estreia como romancista.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...