Entrevista com a autora Roberta de Souza, autora de "Meninas de 30":



Já contei para vocês que o Blog firmou uma super parceria? Nãaaao? Então vejam só esta notícia, agora temos parceria com a autora Roberta de Souza, autora do livro Meninas de 30. Roberta é jornalista, crítica literária, locutora, colunista no Jornal Tanguá Notícias, revisora e copidesque de obras literária e jornais. Especializada em mídias sociais e assessoria de imprensa. Multifacetária não? Cheguei a cansar de tanto escrever suas especializações, hehe, mas dá orgulho poder falar que agora sou sua parceira!!!

Vamos conferir a entrevista que a Roberta concedeu para o blog:





1- Olá, primeiramente gostaria de dizer que estou muito feliz com a oportunidade de poder lhe entrevistar e, para começarmos, nos fale um pouco sobre você: é solteira, casada, ajuntada?

Sou separada. O livro foi até um pouco de válvula de escape para a transição de minha separação... Não sei se a crise dos trinta chegou primeiro, ou se minhas insatisfações vieram junto...Só sei que recebi o pacote completo: desejo de mudança, os trinta batendo em minha porta e eu completamente perdida.
Hoje moro junto com uma pessoa maravilhosa! Ainda não tenho filhos, e quero muito tê-los. Gostaria de adotar um pequeno também, mas tudo ao tempo de Deus, não é?

2- Sua família lê seus livros? Eles te apoiam?

Sim! Até porque muitas das histórias são baseadas neles! Minha sobrinha Carolina foi a primeira pessoa da família a ler meu livro e ela, no alto de seus 12 anos adorou! Foi muito gostoso ve-la falando sobre o livro e comentando sobre as histórias.
Minha enorme família é linda! Sempre apoiando uns aos outros, estiveram presentes em todos os momentos, como sempre estão.

3- Qual sua cidade natal? Como foi sua infância?

Sou de Niterói, RJ. Minha infância foi uma delícia. Sempre com meus irmãos e primos juntos, brincando e fazendo muita bagunça. Tive uma maravilhosa infância: fazendo artes, de pé no chão, subindo em árvores, tendo contato com os animais... enlouquecendo meus pais (eu era muito, muito levada). Brincávamos soltos. Sinto pena por ver que hoje em dia os pequenos não podem ter as experiências que tive, como brincar na rua com os amiguinhos sem riscos, entre tantas outras coisas.
Tínhamos video game, mas a graça mesmo era brincar de bandeirinha, garrafão, cabra-cega... Foi um tempo muito bom!

4 - Qual sua formação?

Sou jornalista com orgulho! Assim que estava para me formar, caiu a exigência do diploma para jornalistas, mas eu fiz questão de ir até o fim. Todas as experiências com a rádio, o jornal impresso e a TV foram maravilhosas. Me especializei em Mídias Sociais e Assessoria de imprensa, entretanto, como amo o universo dos livros, acabei me voltando para essa área. Hoje sou copidesque, ghost writer  e avaliadora de obras literárias.


5- Como você descobriu que gostava de ler e queria ser escritora?

Meu pai sempre escreveu. Ele escrevia poemas lindos, mas nunca dei muita atenção, até que aos onze anos, me lembro como se fosse hoje, descobri uns livros bem antigos que minha mãe tinha. Então peguei um dos anos quarenta que se chamava Entre a Vida e o Sonho de uma escritora chamada Maria Luiza Bombal. E me encantei! O livro é um romance inocente e lindo! A partir daí comecei a buscar mais e mais livros para ler. Até os livros de psicologia de minha mãe eu li.
Da leitura para a escrita foi um pulo. Incentivada por meu pai comecei a escrever pequenos poemas e contos. Assim participei de concursos e Antologias...aos 20 anos comecei a trabalhar em uma editora chamada Edições Muiraquitã. Lá o amor pela leitura e pela escrita se solidificou, então, super apoiada por minha editora Labouré Lima, escrevi o Meninas de Trinta.

6- Quais seus autores e gêneros literários preferidos? Tem alguma dica de um bom livro?

Nossa... são tantos livros que eu gosto! Alguns de meus escritores preferidos são: Agatha Christie, Paulo Coelho, Giorgio Faletti, Eduardo Spohr, entre tantos! Bom, poderia fazer uma enorme lista de indicações literárias. Mas posso indicar dois autores maravilhosos: Giorgio Faletti, que escreveu os livros Eu Sou Deus e Eu Mato. Todos os livros da Agatha Christie e todos os do Eduardo Spohr, um de nossos mais recentes e maravilhosos autores nacionais.
Tenho um site chamado Mix Cultural (www.mixculturainformacaoearte.com) lá sempre que posso, procuro dar boas dicas de leitura.

7- Quanto tempo em média demora para escrever uma história?

Depende da história e de como a organizamos... Hoje estou escrevendo uma biografia, meu prazo é curto, pretendo terminar em 4 meses, mas não é fácil... Tudo depende de como a história flui.

8 - Você acha que a internet hoje em dia tem ajudado ou atrapalhado a divulgação dos livros?

Ajudado e muito! Eu, como escritora quase que independente e desconhecida, recebo muito apoio pela internet. Vendo muito mais e o Meninas de 30 é super conhecido, já nas livrarias quase não consigo colocar meus livros...

9- E aquela perguntinha que não podia faltar, rsrs. Fale-nos um pouco do seu novo trabalho, como surgiu a inspiração e a emoção de vê-lo publicado:

O Meninas de 30 é o meu bebê. Minha libertação. Minha confirmação como pessoa, mulher e escritora. É a menina dos meus olhos. Ver o livro pronto, perceber todo o apoio que tive, a forma linda como receberam meu livro, como fui acariciada em meus lançamentos foi maravilhosa! O meninas de Trinta 2 está no forno, mas como fui convidada a escrever uma biografia muito especial, tive que deixar um pouco o projeto do segundo livro de lado. Mas já, já, volto aos meus bebês!
Meu pai adorava dizer a seguinte frase (deve ser de algum pensador): para um homem ser completo precisa plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro. Ele fez as três coisas e para mim só falta o bebê...

10- Bom, espero que tenhas gostado da entrevista. Obrigada pela paciência e tempo dedicados às respostas. Gostaria de deixar um recadinho para nós blogueiros?


Como você, comecei minha vida midiática com um blog. Ele começou pequenininho como um blog literário, foi crescendo e hoje é um site de cultura. Não tenho o tempo que gostaria para blogar, mas amo esse mundo! Como você comecei escrevendo sobre os livros de vários autores, hoje você fala sobre o meu livro! Não é fantástico? A blogsfera carrega um grupo maravilhoso! Muitos se perdem, entretanto, outros chegam para somar. Eu só posso agradecer a todo apoio que recebi de queridos blogueiros, muitos deles, hoje, são meus amigos pessoais! Quer coisa mais gostosa do que isso? Sejam sempre transparentes e busquem sempre dar apoio a nós, autores nacionais, principalmente os menores, que não conseguem muito destaque. É maravilhoso ter a atenção de vocês!

Visite a autora:







6 comentários :

  1. A autora é desconhecida para mim até então, gostei muito da entrevista e a capa do livro é muito bonitinha!
    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Maria Angelica Pinheiro25 de julho de 2014 08:25

    Que delícia ter seu livro lido pela sobrinha de 12 anos e ainda debatê-lo com ela, isto é o que eu chamo de incentivo.
    Sabe, também sempre alimentei o desejo de adotar uma criança...ainda quero fazer isto.
    Já fui no Google procurar mais sobre a autora que voc~e citou.

    Beijo sua linda.

    Maria A.

    ResponderExcluir
  3. Ótimo poder conhecer a autora. :D

    http://biolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. aaah, que fofa ela! *-*
    este novo livro dela parece ser ótimo!!! fiquei curiosa! :D

    ResponderExcluir
  5. Que fofa! Adorei a capa do livro, adoraria ler.

    Ótimo final de semana!

    Beijos
    Nati

    www.meninadelivro.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...