Uma Vez na Vida - Marianne Kavanagh - Editora Única:



Sinopse:

Uma história de amor, encontros e.... desencontros! Conheça Tess. Obcecada por roupas vintage, ela está sempre enrolada no emprego que detesta e em dúvida sobre seu namorado bonitão Dominic, que conheceu na universidade. Morando em um adorável apartamento com sua melhor amiga, Kirsty, ela poderia se considerar uma pessoa de sorte. Mas se sua vida é tão perfeita, por que ela se desfaz em lágrimas toda vez que pensa no futuro? Conheça George. Um músico brilhante que divide seu tempo entre brigar com os companheiros de sua banda de jazz e se preocupar com o pai doente. Mas ele sabe que a vida não é só isso. Deve haver mais alguma coisa. Algo especial. Tess e George são duas partes de um todo, almas gêmeas. Para a sorte deles, seus amigos em comum sabem que eles são feitos um para o outro. O problema é que eles não se conhecem e, sempre que a oportunidade aparece, a vida chacoalha os dois para longe. E agora? Se todos têm uma alma gêmea, como o destino faz para uni-los? Acompanhe a história divertida e apaixonante de Tess e George durante uma década de encontros malsucedidos, frustrações românticas e uma dúzia de recomeços. Uma vez na vida é uma comédia romântica moderna e inteligente sobre amizade, destino e oportunidades perdidas e reconquistadas!

Minha Opinião:

A primeira coisa que gostaria de comentar sobre o livro é que a minha identificação com a personagem Tess foi instantânea, não por eu estar à procura da minha alma gêmea, graças a Deus esta eu já encontrei a 5 anos, mas por conta do nosso gosto pessoal pela moda vintage! É só dar uma olhadinha de leve para o meu blog pra notar este 'pequeno detalhe', hehe.
Tess mantém um relacionamento com um homem que parece ser sua alma gêmea, Dominic é atencioso e realmente apaixonado, assim como Tess também acredita ser apaixonada por ele. Seus amigos vivem dizendo que ela está equivocada e que eles não combinam tanto quanto Tess imagina e que ela deveria conhecer George, um músico boa pinta e com gostos parecidos com os seus. Apesar da torcida ser grande, Tess e George nunca se encontraram pessoalmente, as tentativas foram inúmeras e variadas, mas simplesmente não aconteceu.


George escutava a mesma conversa dos seus amigos, eles também lhe diziam que ele deveria conhecer Tess e que foram feitos um para o outro. George e Tess vinham mantendo relacionamentos paralelos, porém, os dois não descartavam a opção de encontrarem-se e confirmar ou não a opinião de seus amigos.
Porém, como nunca tiveram a sorte de olharem-se olho no olho, cada um foi seguindo seu rumo. Tess conseguiu uma promoção no trabalho, foi morar com o namorado Dominic e passou a fazer planos de comprarem uma casa juntos e estabelecerem-se como um casal.
George casou com a namorada Stephanie e foram morar fora do país, depois de um tempo ela engravida e George acredita que está com a vida estabilizada apesar dos óbvios descontentamentos. Ele é um músico frustrado, seu maior sonho era o de alçar a fama e ser reconhecido por seu talento, porém Stephanie com seu jeito persuasivo, consegue com que o marido abandone seu sonho e passe a dar aulas de música para os filhos dos chefes da esposa, uma ocupação um tanto quanto enfadonha para quem sonhava tão alto.
Ao mesmo tempo, Tess também vê seus sonhos de ter uma loja de roupas vintage irem por água a baixo, Dominic não acredita que ela vá se dar bem neste negócio e prefere que ela fiquei no atual trabalho que para falar a verdade, não a satisfaz em nada.


E assim seguem nossos personagens principais, neste marasmo sem emoção. Os anos vão passando e mais e mais as chances de conhecerem-se vai ficando no passado, mas por incrível que pareça, os dois lembram-se de quando os amigos brincavam que eles eram o casal ideal e juntamente com as demais frustrações que cada um amarga, eles se ressentem por não terem sido mais persistentes e terem encontrando-se para tirar as dúvidas que os acompanha com o passar dos anos...

O mais incrível neste livro é a quantidade de vezes em que Tess e George estão no mesmo ambiente interagindo com as mesma pessoas e nem ao menos se reconhecem como as tais pessoas que nasceram um para o outro. É impressionante o jogo do destino, como ele sempre sabe o que faz e quando faz. Quando pensamos que nossa vida está estabilizada, uma inesperada reviravolta pode derrubar nossos muros de proteção e mudar drasticamente nossa rotina as vezes para melhor, as vezes para pior.
Vale muito a pena a leitura deste livro, a narrativa um tanto quanto parada pode desestimular o leitor, mas eu aconselho não largar a leitura até chegar à última página, você vai se surpreender. Muito bom!

O livro no Skoob:




http://www.editoragente.com.br/






4 comentários :

  1. Oi Vanessa.
    Este livro parece ser ótimo. Sua resenha é mais uma que recomenda a leitura dele.
    Gostei da sua descrição. Espero poder ler em breve.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Minha amiga leu esse livro, e me falou que é simplesmente fantastico. Nem preciso falar que ja o desejo a tempos ne, gostei bastante da trama que ha nele.

    ResponderExcluir
  3. Já li algumas resenhas do livro, cada uma com uma opinião. Gostei muito da sua e me motivou mais a ler o livro; algumas pessoas não conseguem aceitar que as outras tem sonhos que podem parecer difíceis ou arriscados, e preferem que elas vivam uma vidinha mais ou menos.
    Sorteio do livro "Fahrenheit 451" no blog, participe: petalasdeliberdade.blogspot.com .

    ResponderExcluir
  4. Oi, Vanessa, tudo bem?
    Nossa, o destino é mesmo danado. Fiquei com vontade de ler o livro. :)

    Beijos,
    Nina & Suas Letras

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...