Dica de Leitura: O Menino que veio para ficar - Ganymedes José:


Sinopse:

Zé Pedro é um menino sofrido, surrado, um moleque. Sua história resume a de outras crianças espalhadas por esses brasis. Do abandono até a acolhida no orfanato, nasce seu conhecimento pela vida: o significado dos fatos, o trato com outras pessoas, o coleguismo...Enfim, o menino-moleque passa a ser o menino-irmão.

Minha Opinião:

Este livrinho é uma fofura só, apesar de tratar de um tema sério e que não mudou praticamente nada com o passar do tempo, considerando que foi lançado no ano de 1977. Possui apenas 107 páginas e pode ser lido em 1 horinha ou até menos dependendo do seu ritmo de leitura.

Em "O Menino que veio para ficar" temos a emocionante história de Zé Pedro, um garoto que vive com a mãe num lugar pobre e medíocre, um cômodo no fim da rua, uma antiga garagem com banheiro pra fora. A mãe é uma mulher maltratada pela vida e que demonstra não ter nenhum amor pelo filho, por vezes ela chega mesmo a admitir que ele não foi desejado e que mesmo hoje, depois de crescido, ainda não é.

"- Preciso dar um jeito em você... - e a voz soou grave, ameaçadora. - Eu não posso mais com a sua vida...Mas tem gente que é capaz de te curar...Eu já sei o que vou fazer com você..."

Depois de um episódio em que Zé Pedro e um amigo roubam umas fitas cassete numa loja, o menino chega em casa e descobre que a mãe está arrumando as coisas dos dois para irem embora, ela não diz para onde, só fala que cansou daquele lugar horrível e sem futuro e que precisa procurar um lugar melhor para viver. Sendo assim, ela arrasta Zé Pedro com ela, porém, o que ele não esperava acaba por acontecer, a mãe o abandonou numa igreja numa cidade desconhecida e assustadoramente grande.


Zé Pedro vai parar num abrigo para crianças órfãs e de rua. Este abrigo é coordenando há vários anos por um casal que gosta de ser chamado de ‘pai e mãe’ pelas 300 crianças que moram no local. Zé Pedro custa a entender que esta é uma casa que abriga, educa e alimenta as crianças, está muito desconfiado que veio parar numa casa de correção devido ao roubo das fitas, tanto que ele só pensa em fugir e vive maquinando planos para a sua fuga que acaba nunca acontecendo. Aos poucos ele vai percebendo que na verdade deu foi é sorte na vida e que tem finalmente a oportunidade de conviver com pessoas boas e que têm muito a lhe ensinar.


O que mais me chamou a atenção no livro foi que mesmo após 37 anos da sua publicação, a realidade não mudou. Quantas crianças são abandonadas pelos pais à mercê de sua própria sorte, muitas vezes até em idades bem inferiores à de Zé Pedro que já era um menino de 13 anos. A pobreza da população não diminuiu, ao contrário, ela só aumentou e cada vez mais vem se alastrando.

Existem muitos ‘Zé Pedros’ por aí, mas poucos têm a sorte e oportunidade que o nosso personagem teve! Recomendo este livro a todos que gostam de uma leitura jovem, leve e descompromissada e que possui uma belíssima imagem de perseverança e integridade.



Obrigada pela visita, volte sempre!


9 comentários :

  1. Oi Vaaaan!
    não conhecia o livro! mas parece ser uma leitura "antiga" super contextualizada, Afinal como voce disse, "Quantos zé pedros ainda não estão por ai?!" a mercê das atrocidades que a vida lhes proporciona!
    não sei se lerei tão cedo, mas um dia com toda certeza!

    Um beeijo Lara.
    Blog Meus Mundos no Mundo | | Página Coração Furta-Cor

    ResponderExcluir
  2. Oi Van!!!!
    Que belo livro! Tadinho do Zé Pedro, e realmente, mesmo tendo se passado tanto tempo que este livro foi publicado, a realidade não mudou, existem muitos por aí, infelizmente.
    Gostei da trama, parece uma boa leitura!

    Beijokas
    Lara - Magia Literária
    http://www.magialiteraria.com/

    ResponderExcluir
  3. amada amo suas resenhas olha essa
    loka pra ter esse bezosssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Oi Van,

    Acho super legal essas suas indicações de livros mais antigos
    Esse é mais um que eu não conhecia.

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  5. Esse eu não conhecia. Uma vez comprei um livro que também era bem antigo e que recebeu nova capa, comprei, só que as palavras continuava muito antiga, palavras que nem sabia o significado direito. Ou seja odiei.
    Esse parece ser muito bom, uma história bem triste hei, é triste saber que ainda tem gente capaz de fazer isso :/

    http://talento-feminino.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá..
    Não cnhecia o livro mas fiwuei interessada por ele!!!
    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    www.facebook.com/foreverabookaholic

    ResponderExcluir
  7. Oi Vanessa ,
    Não conhecia o livro, mas achei sua proposta interessante, ainda mais por que gosto de livros com ilustrações.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Adorei a dica, as vezes me pego sempre olhando alguns livros mais antiguinhos na estante dos meus pais!

    Adorei conhecer este!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  9. Olá Vanessa,

    Nossa o livro parece ótimo, como já mencionei li um livro do autor e recomendo demais e esse já vai para a minha lista de desejados...ótima resenha....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br


    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...