Entrevista com a autora de Primeiras Impressões - Laís Rodrigues de Oliveira:



1 - Olá, primeiramente gostaria de dizer que estou muito feliz com a oportunidade de poder lhe entrevistar e, para começarmos, nos fale um pouco sobre você: é solteira, casada, ajuntada?

Começo por agradecer pelo apoio e carinho que tenho recebido do "Balaio de Livros".. E espero, de coração, que você e as seguidoras do blog gostem do livro! Em relação à pergunta, sou casada. Interessante a questão, porque quem me incentivou a começar a escrever foi o meu marido.


2- Sua família lê seus livros? Eles te apóiam?


Felizmente, eles fazem muito mais do que ler o que escrevo. Comentam, criticam, sugerem mudanças, me animam, ajudam na divulgação, e o mais importante para um escritor: acreditam em mim, de verdade. Engraçado é que escrevo mais para o público feminino e, no entanto, meu pai e meu marido são meus melhores críticos.


3- Qual sua cidade natal? Como foi sua infância?


Sou de Salvador, mas vivi muitos anos no Rio e hoje estou em Brasília. Fui rodeada de livros durante toda a minha infância. Devo, em especial, à minha mãe a paixão pela leitura e à minha irmã meu carinho por Jane Austen, pois foi ela quem me apresentou a Orgulho e Preconceito.


4- Em que trabalha?


Atualmente, sou gerente de relações internacionais de uma multinacional. Portanto, posso dizer que a escrita, além de um prazer imenso, é a fuga perfeita do estresse do cotidiano.



5- Como você descobriu que gostava de ler e queria ser escritora?


Cresci sonhando com os mundos literários, esperando receber uma carta de Hogwarts por intermédio de uma coruja, procurando uma passagem para o Reino de Nárnia em meu armário, ou querendo conhecer um hobbit da Terra Média... Sempre fui inspirada pelos mundos de grandes autores. Um belo dia, encorajada pelo meu marido, decidi que estava na hora de criar meus próprios mundos.


6- Quais seus autores e gêneros literários preferidos? Tem alguma dica de um bom livro?


Acho que dei algumas pistas na resposta anterior. Sou totalmente apaixonada por literatura fantástica, então recomendo todos os conhecidos, como Tolkien, J. K. Rowling, Jules Verne, Ursula Le Guin, George R.R. Martin, Anne Rice. Também, como já deve imaginar, adoro os romances clássicos do século XIX. Portanto, também indico a leitura (a meu ver, obrigatória para toda mulher– e para todo homem que pretende compreender as mulheres) das obras de Jane Austen, das irmãs Brontë, de Virginia Woolf e de Elizabeth Gaskell.


7- Quanto tempo em média demora para escrever uma história?


Nossa, depende muito. Eu gosto de escrever tanto livros quanto contos, e geralmente fico envolvida com a criação de várias narrativas ao mesmo tempo. No momento, estou organizando uma coletânea de contos, terminando um livro de fantasia infanto-juvenil e começando a esboçar a próxima adaptação de uma obra de Jane Austen.


8- Você acha que a internet hoje em dia tem ajudado ou atrapalhado a divulgação dos livros?


Se não fosse pela Internet, nós nem nos conheceríamos. Pessoas como você têm sido uma dádiva para mim, e a internet tem sido o principal (se não for o único) meio de divulgação do meu livro. Infelizmente, grandes livrarias apenas colocam em suas vitrines os bestsellers, os quais, em geral, são estrangeiros.

9- E aquela perguntinha que não podia faltar, rsrs. Fale-nos um pouco do seu novo trabalho, como surgiu a inspiração e a emoção de vê-lo publicado:


A inspiração veio de uma quase-idolatria. Já li “Orgulho e Preconceito” mais vezes do que uma pessoa normal deveria, e sou viciada em todas as suas adaptações literárias e cinematográficas. No entanto, sempre imaginei minha própria versão moderna do meu romance favorito, então decidi, enfim, colocá-la no papel.


10- Bom, espero que tenhas gostado da entrevista. Obrigada pela paciência e tempo dedicados às respostas. Gostaria de deixar um recadinho para nós blogueiros?


Como uma blogueira de paixão e escritora iniciante, devo dizer que o mundo é, cada vez mais, nosso. A internet foi uma invenção que universalizou não apenas o acesso a informação, mas também o direito de informar, de expressar o que sentimos, de dizer o que pensamos, de sermos ouvidos. Podemos tudo em todos os lugares.

Visite o Blog da autora: 





8 comentários :

  1. aah, que fofa a autora.
    nada melhor do que receber o apoio da família né? eu vejo pouco disso com os autores nacionais que eu conheço...
    aaah, eu comecei a ler orgulho e preconceito, mas ainda não terminei hahaha
    ver como as pessoas são fascinadas por essa história me deixa bem curiosa.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Adorei a entrevista e a naturalidade e desenvoltura da autora em responder as perguntas. É sempre bom ter um apoio da família em tudo que é bom, né? Empregão o dela, mas imagino como deve ser realmente estressante, por isso a leitura e a escrita são nossos escapes!
    xoxo
    Visita lá o Bookmore

    ResponderExcluir
  3. Adorei a entrevista (adooro posts de entrevistas) e achei a Lais uma linda :)

    Parabéns !

    Beijo !

    | O Blog Que Não é Blog |

    | Sorteios Na Web |

    ResponderExcluir
  4. Amei a entrevista e a capa do livro é um charme, fiquei encantada.
    Adorei a parte da carta de Hogwarts kkk também espero a minha até hoje.

    Beijinhos Clarissa.
    http://cabinedeleitura1.blogspot.com.br/2015/01/gibis-introducao-leitura.html

    ResponderExcluir
  5. Oi Vanessa!

    A Lais parece bem legal! Acho que ser escritor e ter uma família te apoiando do jeito que a dela apoia também é ótimo, além de essencial!

    Parabéns! Adorei a entrevista ><

    Bjs e abs,

    http://leiturasilenciosaoficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Como o apoio da família é importante, em todos os aspectos... A Laís é muito simpática, gostei de saber um pouco mais a respeito, e super me identifiquei com ela. Adoro literatura fantástica <3

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Oi Van,
    Que entrevista incrível. Uma autora que tem como inspiração Jane Austen já começa com tudo para dar certo. Uma adaptação de um clássico desses como próximo projeto é algo ambicioso, espero continuar acompanhando por aqui. Legal saber que ela também escreve várias narrativas ao mesmo tempo, achei que era um problema meu, sei lá .. algum tipo de déficit de atenção HAHAH'

    Beijos,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá Vanessa,

    Gostei demais da entrevista e de conhecer um pouco mais da autora, os gêneros literários dela são os melhores....parabéns...abraço.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...