(Resenha) Diário de uma garota normal - Phoebe Gloeckner - Faro Editorial:


Sinopse:

Minnie é uma garota de 15 anos que registra num diário tudo o que sente e acontece em sua vida. Seu relato é incomum apenas porque ela conta tudo. Não há aqui a sutileza das histórias para meninas, quase sempre romantizadas para parecerem mais leves. A descoberta da sexualidade, o interesse pelos garotos, as novas amizades, tudo é contado de forma tão natural que acaba por revelar como o mundo adulto é cáustico, doloroso e cruel, se visto pelos olhos de uma adolescente que está prestes a entrar nele.'


Opinião:

Aqui em "Diário de uma garota normal" conhecemos Minnie Goetze, uma jovem de apenas 15 anos que vive em meio a uma família um tanto desajustada. Ela mora com a mãe (Charlotte) e a irmã mais nova (Gretel). As duas tem uma vida razoavelmente boa, estudam em bons colégios e não passam necessidades, tudo graças aos avós que não as desamparam. Minnie tem muita afinidade com o ex marido de sua mãe e também com Monroe, o atual namorado desta. É uma adolescente normal que acha-se sem graça apesar de muito inteligente e esperta.


Minnie tem um diário onde relata suas experiências, como por exemplo o início de sua precoce vida sexual com um homem mais velho. Depois de Monroe dar a entender que quer se relacionar com ela, Minnie decide transar sem culpa com o cara, mesmo ele sendo o namorado da mãe, na verdade ela tenta resistir um pouco, mas acaba cedendo fácil. Ele foi seu primeiro amante e depois deste muitos outros vieram, sempre que Monroe não podia, ela recorria a outros homens, apesar de sentir que está apaixonada por ele e não sabe se ele sente o mesmo por ela ou apenas quer se aproveitar da situação.


Minnie não mede suas ações e começa a se envolver sexualmente com muitos garotos de sua idade. É assim que sua vida começa a despencar ladeira abaixo. A mãe, constantemente sob efeito de álcool e drogas não percebe o que está acontecendo debaixo de seus olhos. A filha seguiu seus passos, também se envolve com diversos homens e faz uso abusivo de álcool e drogas. Quando Charlotte descobre o que está acontecendo com a filha, espera-se uma atitude adulta e maternal de sua parte, afinal foram suas ações que levaram a filha a tudo isto, mas não foi exatamente desta forma que as coisas aconteceram.


O livro é recheado de assuntos polêmicos que infelizmente fazem parte da vida de muitas famílias hoje em dia. São coisas que preferimos não abordar mesmo quando percebemos que pode ser mais próximo do que se espera. Na verdade, esta obra mostra de uma forma nua e crua como a falta de afeto, carinho e atenção por parte dos pais pode desencadear em graves problemas como os que ocorrem com Minnie, uma família desestruturada é um prato cheio para os problemas. Neste caso, quando nem mesmo a mãe se ama, fica mesmo muito difícil expressar amor pelos filhos que, crescem sem afeição e presenciando uma vida desregrada e longe de ser um exemplo a ser seguido.


Enfim, é uma trama delicada e densa, mas ainda assim com uma narrativa fluida e de fácil absorção. É narrado em primeira pessoa (em forma de diário) e possui uma diagramação impecável, capa linda, fonte ótima e tradução muito boa, sem falar nas ilustrações que fizeram toda diferença na obra. É um livro cuja publicação veio mesmo em boa hora pois, cada vez mais vemos nossa juventude seguir por caminhos sem volta e a família fechando os olhos para os fatos. Uma triste realidade que precisa ser discutida de todas as formas possíveis, inclusive na literatura.

OBS: Aguardem o sorteio de um exemplar em breve!


 http://www.faroeditorial.com.br/

8 comentários :

  1. Um livro com um enredo muito interessante e com uma ótima edição. Despertou o meu interesse sim! <3
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi!!! :)

    Esse livro despertou muito o meu interesse. <3
    Quero muito ler!!!
    Adorei sua resenha!

    Beijos!!!
    http://umacertajovem.com/

    ResponderExcluir
  3. não curto muito formato diário mas fiquei intrigada com o assunto abordado na visão de uma garota tão nova! Já prevejo que irei me irritar com a mãe dela hahaha mas fazer o que quero ler esse livro
    Meu blog Palavra sem Par

    ResponderExcluir
  4. Assisti ao filme recentemente e fiquei com aquela sensação um pouco vaga, mas me surpreendo com o filme e a atuação de personagem que interpreta a Minnie. Fiquei muito a fim de ler o livro, adorei as ilustrações e que por sinal aparecem no filme também já que ela vivi desenhando. Apesar de ser uma trama densa, em si tratando da idade de Minnie, a história não é boba. Com certeza quero ler o livro também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Van!
    Já é a segunda resenha que leio desse livro hoje e só aumentou meu interesse.
    Realmente tem alguns assuntos que o mundo prefere fechar os olhos e fingir que não acontece.
    Adorei sua resenha.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  6. Oie Van!
    Estou com esse livro aqui, mas ainda não parei para ler. Nossa, não imaginava que a trama seria assim, e fiquei curiosa para conferir o drama dessa jovem. Muito bom.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  7. Oii Van, parece ser um livro bem polêmico pelo o que eu entendi da sua resenha e por ser em forma de diário deixa tudo mais real, parece ser uma leitura interessante.
    - Beijos, Carol!
    https://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...