Lançamentos editoriais - Primeiro semestre de 2016 (Lilian Comunica):

Prestem atenção nos livros vem chegando ao mercado e façam suas escolhas:


Thomas Nelson Brasil lança Deus não está morto 2, obra que é sequência do título homônimo publicado em 2014 e que inspirou a produção de um filme que estreia nos cinemas em abril

Em abril, estreia nos cinemas brasileiros, o filme Deus Não Está Morto 2, inspirado na obra de mesmo nome, escrita por Rice Broocks. O longa americano, dirigido por Harold Cronck, traz uma história de perseguição ao direito à crença, após a professora cristã, vivida por Melissa Joan Hart – que fez sucesso como a protagonista da série Sabrina, a Aprendiz de Feiticeira – ser questionada sobre Jesus em sala de aula. A resposta dela inicia uma verdadeira perseguição ao direito à crença e um processo judicial que poderá lhe custar a fé e a própria carreira.

O primeiro livro, intitulado Deus Não Está Morto, que deu origem ao grande sucesso homônimo no cinema, procurou explorar a ideia de que a fé real não é cega, mas sim se baseia em evidência. A obra, que teve 80 mil exemplares vendidos no Brasil, expôs este tema a partir da ciência, da filosofia, da história e da experiência pessoal do escritor.

Agora, a sequência Deus Não Está Morto 2 traz argumentos em torno da evidência do Jesus histórico e procura mostrar que a fé cristã vai além de simplesmente declarar que Deus existe. Rice apresenta pensamentos reveladores sobre Cristo e como sua crucificação e ressurreição apontam para o fato de que ele é realmente o Deus encarnado.

[...] ele se tornou homem em Jesus Cristo, viveu entre nós e, definitivamente, sacrificou sua vida para pagar o preço dos pecados. Três dias após sua morte, ele ressuscitaria, provando que era o Filho de Deus, o Messias prometido e o Salvador do mundo. [...] Se Cristo não tivesse ressuscitado, então o cristianismo seria completamente desacreditado e indigno de um instante sequer de consideração, ou como o apóstolo Paulo afirmou: “E, se Cristo não ressuscitou, inútil é a fé que vocês têm...” (1Coríntios 15:17).

Em 10 capítulos, o autor revelará que Jesus foi verdadeiramente um Homem da história, que foi crucificado, morto, sepultado e depois ressuscitou dos mortos. Também irá criticar a ideia de que a vida dele estava enraizada na mitologia pagã, defender a realidade dos milagres de Jesus e ajudar os leitores a saberem como podem vir a conhecer Jesus pessoalmente e compreenderem os propósitos dele para a vida.

Em uma época em que há uma constante erosão da confiança na credibilidade da fé cristã, especialmente entre os jovens, o autor pretende definitivamente responder à seguinte pergunta: a história cristã é verdadeira?

Ficha técnica
Editora Thomas Nelson Brasil
Tamanho: 15,5 x 23cm
ISBN: 9788578608477
Páginas: 256
Preço: R$ 35,90

Sobre o autor: Rice Broocks é um dos fundadores do ministério Every Nation, que conta com mais de mil igrejas espalhadas em sessenta países. É doutor em Missiologia pelo Fuller Theological Seminary, na Califórnia (EUA). Vive em Franklin, no Tennessee, com a esposa e os cinco filhos.

_______________________________________

Yoga Sutras: um guia para a mente e a consciência em direção à felicidade, à paz e à lucidez

Obra de Patanjali, traduzido pelo professor Carlos Eduardo Barbosa, é um importante manual ao estudo e a prática do Yoga

O trabalho de Carlos Eduardo Barbosa, tradutor do livro Os Yogas Sutras de Patanjali, publicado pela editora Mantra, do grupo Edipro, é único, no sentido em reunir conhecimento completo de sânscrito e filosofia do Yoga com uma profunda consciência do poder dos Yogas Sutras como guia para transformação espiritual. Prática em evidência, essa rara combinação de entendimento teórico e prático proposto pela obra serve como manual essencial para milhares dos praticantes, que precisarão de um suporte confiável, além dos exercícios físicos.

Neste livro – apresentado em cuidadosa edição encadernada -, há muitos aspectos que são particularmente úteis. Vários termos sânscritos são explicados e comentados no texto bilíngue (português-sânscrito), permitindo um entendimento mais amplo, tanto da linguagem sânscrita quanto das ideias filosóficas comunicadas. Esses conceitos são esclarecidos de tal maneira que eles não apenas facilitam um entendimento cognitivo, mas despertam para níveis mais profundos de consciência espiritual.

Muitas traduções do Yoga Sutras têm foco nos vários pontos da filosofia do Yoga, que necessariamente envolvem um entendimento em profundidade da língua e da gramática sânscritas. Uma abordagem bastante diferente é capturar a essência da jornada de transformação espiritual para além das discussões de filosofia e psicologia desta prática. O livro não é uma tradução que segue a interpretação de alguma escola, ou mestre em particular. O professor Carlos Eduardo Barbosa traz à vida e a esta versão a essência do despertar espiritual, que é o coração do Yoga.

Neste livro, os Sutras são apresentados na forma mais pura, com o original em sânscrito e a respectiva tradução feita por Barbosa, considerado um respeitável e experiente mestre. Ricas em conhecimento e sabedoria, as mensagens presentes guiam a mente e a consciência em direção à felicidade, à paz e à lucidez. O objetivo é dar ao leitor uma noção precisa do que é o Yoga e de que maneira deve praticá-lo. Além de esclarecer o modo de lidar com certo mecanismo subjetivo da mente que pode ajudar o homem a viver cada vez melhor.

Os Yogas Sutras de Patanjali é um verdadeiro tesouro para ser lido e relido por aqueles que buscam trilhar um caminho espiritual. O leitor que for capaz de vencer até mesmo as tendências dos hábitos mentais, que insistem em trazer para a mente pensamentos ruins, ultrapassa os limites de alcance das forças materiais e ilumina. Ajustando a própria natureza, dando autenticidade e coerência, tornando o homem pura fonte de sabedoria de si mesmo e aos que estão ao redor.

Ficha Técnica
Editora: Mantra
Autor: Patanjali
Tradutor: Carlos Eduardo Gonzales Barbosa
Páginas: 160
Formato: 14,5x22 cm
Ano: 1ª edição 2015
ISBN: 978-85-68871-01-0

Sobre o autor:
Considerado o sistematizador do Yoga, estima-se que Patanjali viveu entre os anos 200 a.C. e 400 d.C. Muitas lendas se formaram em torno de seu nome, inclusive a de que foi uma encarnação do deus serpente Ananta. Seus ensinamentos se mostram tão atuais quanto à época em que foram escritos e, por essa razão, continuam sendo transmitidos de geração em geração.

Sobre o tradutor:

Carlos Eduardo Gonzales Barbosa, além de lecionar a língua sânscrita desde 1982, com formação pela Universidade de São Paulo, é um estudioso da cultura indiana e mestre yogui. Barbosa é autor de A Meditação dos Yoguis (2011), coautor de O Livro de Ouro do Yoga (2007) e editor do site yogaforum.org.

______________________________________

Tudo que é proibido é mais gostoso?

Romance erótico Meu querido meio-irmão, da best-seller norte americana Penelope Ward, retrata um relacionamento cheio de tabus e desencontros

Em uma narrativa sensual e erótica, a autora, best-seller do New York Times, Penelope Ward descreve no livro Meu querido meio-irmão o reprimido e conturbado relacionamento entre dois jovens unidos pelo matrimônio dos pais.

Na obra, Greta perdeu o pai ainda muito nova. Sarah, viúva e mãe da jovem, casa-se com Randy, uma pessoa aparentemente tranquila e normal. Pouco sabia Greta que seu padrasto tinha um filho de outro relacionamento, o punk e rebelde Elec.

 Com a vinda do “querido” meio-irmão para Boston, a pacata vida de Greta tem uma reviravolta. Tudo que Elec faz é para perturbar e ofender Greta, não importa o quanto ela tente se relacionar bem com seu meio-irmão. A fim de melhorar as coisas, ela deseja saber mais sobre Elec: o passado sombrio, o segredo que não pode contar, o corpo sarado...Epa! Mas ela precisa se contentar a apenas olhar. Ou não.

"Planejando escovar meus dentes, abri a porta do banheiro e dei um pulo ao ver Elec secando seu corpo molhado depois de sair do banho. Vapor e um cheiro de homem preenchiam o ar. Por alguma razão, ao invés de correr dali, eu congelei. O mais pertubador foi que, ao invés de se cobrir com a toalha, ele a deixou cair no chão, demonstrando indiferença.
Fiquei boquiaberta."

Em meio a essa paixão escondida dos dois enteados, Greta descobre um perfil de seu padrasto que, até então, não conhecia. Randy se torna muito violento com Elec, agredindo-o verbalmente e, até mesmo, desejando que ele morra. Ao perceber que ela o defende e está a seu lado, Elec se desarma e começa a demonstrar sentimentos que até então lutava para esconder.

“Ele inclinou a cabeça em direção ao encosto da cama, parecendo quase torturado.
— Era importante para mim que soubesse o quanto eu te desejo e o quanto te acho linda, tanto por fora quanto por dentro, porque sinto que feri sua autoestima, ainda que não fosse minha intenção. Tudo que disse é verdade, mas o beijo não deveria ter acontecido. Eu não deveria estar nesta maldita cama, mas me senti tão bem aqui, deitado com você…
— Por que sou diferente das garotas com quem fica?
Ele passou ambas as mãos no cabelo, bagunçando-o e me olhando com olhos sombrios.
— Na verdade, tem uma grande diferença.
'Você é a única garota no mundo inteiro que é proibida, e foda-se, mas isso me faz te querer mais ainda'.”

            O que poderia Elec ter feito para o próprio pai o odiar tanto? E por que ele gosta tanto da Escócia? Com um romance erótico envolvido em mistério, a autora cria uma avassaladora paixão em Meu querido meio-irmão que fará os leitores amarem o proibido.
  
Sobre a autora:

Penelope Ward é autora best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal, com os livros Stepbrother Dearest, My Skylar, Jake Undone e Gemini. Ela cresceu em Boston com cinco irmãos mais velhos e passou a maior parte de seus 20 anos como âncora de noticiário de TV antes de resolver seguir uma carreira mais “família”. Penelope ama livros do gênero New Adult, café e passeios com sua família e amigos nos fins de semana. Ela é mãe orgulhosa de uma linda garota autista de 10 anos (a inspiração para a personagem Callie, em Gemini) e um garoto de 8 anos. Ambos iluminam seus dias. Penelope, seu marido e filhos vivem em Rhode Island.

________________________________________

Crianças da Amazônia: Muito além do Dia do Índio

Os sotaques, as tradições e os costumes diferentes apresentam um Brasil de muitas caras

Em um país tão grande como o Brasil, as diversidades mostram o quanto é rica a cultura nacional. No livro publicado pela Editora Mundo Mirim, o leitor conhecerá a história de algumas crianças da Amazônia, que têm um olho no verde da floresta e outro no verde da esperança.

Crianças da Amazônia apresenta um pouco da riqueza das crianças dessa região do país, as tradições, costumes, lendas brincadeiras e modo de vida. Lendo as histórias do livro o leitor entrará em contato com a cultura de uma região do Brasil pouco conhecida, principalmente no Sul e Sudeste.

O público também vai perceber que na Amazônia não há somente a cultura indígena, mas muitas culturas diferentes. Influenciadas pelas características geográficas, históricas e econômicas da região, as crianças dessas histórias mostram um dia a dia singular.

É preciso entender que as crenças, costumes, jeito de falar, vestir, se alimentar etc. fazem parte de uma tradição muito rica e devem ser preservadas e conhecidas. Assim, ao conhecer realidades diversas, pode-se estimular o respeito às diferenças, tão necessário para construir relações de paz, solidariedade e dignidade.

Escrita e ilustrada por Maurício Veneza, a obra é composta por sete contos cujos protagonistas são crianças de diferentes regiões da Amazônia. Através das histórias delas, o leitor perceberá particularidades da cultura e do lugar, como as palafitas, o seringal, lendas indígenas, a presença do búfalo etc.

Escrita numa linguagem clara, cada conto aborda um pouco do cotidiano dessas crianças, de acordo com a região em que moram, com suas curiosidades, alegrias e dificuldades. Uma boa oportunidade para conhecer outra realidade.

Ficha Técnica
Editora Mundo Mirim
Ilustração: Maurício Veneza
Autor: Maurício Veneza
I.S.B.N.: 978-85-823-2001-3
Formato: 21x28
Indicação: Leitor em processo - 9 a 10 anos
Número de Páginas: 32 págs.
Preço: R$ 29,90

Sobre o autor e ilustrador: Maurício Veneza nasceu em Niterói, no Rio de Janeiro, onde mora até hoje. Desenha desde criança, hábito que o levou a sua atual profissão. Hoje, dedica-se inteiramente à literatura infantojuvenil: já publicou dezenas de livros como escritor e como ilustrador. Além dos livros, Maurício também faz desenhos para revistas, publicidade e histórias em quadrinhos.

Sobre a Editora: A Mundo Mirim é uma editora voltada ao público infantil e juvenil cujas publicações para crianças e adolescentes têm o intuito de estimular o prazer de ler, fazer um apelo à imaginação e trazer à tona as grandes ideias que uma boa leitura desperta. Além disso, como a infância é uma fase de constante aprendizado, alguns livros também permitem abordagens didático-pedagógicas, um diferencial que amplia as possibilidades de aproveitamento das obras.

Editora mundo mirim na web:

 http://www.liliancomunica.com.br/site/

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...