(Resenha) Quero me Apaixonar - Alex Darcisio - Chiado Editora:

Sinopse:

Este romance ocorrido na década de 1950 soa como obra do destino quando Robert, um jovem músico talentoso, traumatizado e sem fé, vê seu destino o levando de volta a Riverston, lugar de onde saiu ainda criança e que foi palco de sua maior perda. Lá ele conheceria Natalie, uma jovem com um dom e um fascínio apaixonante pela escrita e com sonhos comuns a uma jovem de princípios cristãos e de fé inabalável.
E dentre tantos outros fatores do destino que conspiravam para que eles um dia se encontrassem, um ponto em comum: o lugar que inspirou os talentos e paixões de cada um pela primeira vez em suas infâncias, foi o que deu início a uma nova paixão.
Com a existência avassaladora de fatores determinantes para que eles ficassem juntos, outros fatores de mesma proporção os separavam, dentre eles a existência de Sebastian, um rapaz admirável, cuja amizade e fé se constituíam em seus maiores talentos.
Um possível triângulo amoroso de tirar o fôlego, com um final surpreendente você irá se deparar com um livro que justificará seu título, e que certamente te instigará a querer se apaixonar.


Opinião:
  
A trama inicial começa com Robert, o pai e mãe – Noa e Rosali - ainda vivendo em Riverston, nosso personagem principal está com 05 anos, a primeira cena é justamente a de seu aniversário de 05 anos quando ele ganha da mãe um avião de brinquedo e do pai um pequeno violão com as iniciais de pai e filho (N&R) gravadas para a posteridade. Infelizmente, o dia que deveria ser o mais feliz para a família foi também um dos mais tristes, pois, Noa sentiu-se mal e morreu durante a noite deixando mãe e filho num vazio sem fim.


Sem saber como lidar com a situação, Rosali decide se mudar para Camp City com o filho para tentarem tocar a vida agora sem o pai.  Camp City é uma cidade de interior,  mais tranqüila para criar uma criança, ainda mais quando se é sozinha e sem renda. Não havia mais condições de continuar em Riverston.

Robert cresceu em Camp City como uma criança tímida e introvertida, nunca foi de possuir amigos e na escola era sempre o mais retraído. Aos 18 anos, depois de vencer um concurso de canto, decide voltar à Riverston junto com o único amigo de sua idade para ajudá-lo a cuidar da nova loja de instrumentos musicais de Christian e também para tentar a sorte no meio musical.


Robert ama a música, canta e toca muito bem, possui talento e sabe que pode ir longe se procurar os meios corretos. Este é seu maior sonho, alcançar o sucesso que sempre sonhou e, em Riverston, por ser uma cidade maior, suas chances são proporcionais.

Em paralelo com a trama de Robert, temos também a história de Natalie, uma jovem cristã filha de pai pastor e que segue a risca os paradigmas de sua igreja. É uma menina doce, amorosa, educada, mas bem na dela, seus únicos amigos são os jovens que freqüentam sua igreja. Natalie coincidentemente vive na mesma casa que um dia foi de Robert e lá ela encontra esquecido no porão, o pequeno violão que foi deixado para trás no dia da mudança de Robert e Rosali para Camp City. Natalie decide guardá-lo no seu quarto e é nele que busca inspiração para a história que vem escrevendo, seu sonho é tornar-se escritora.


Claro que Natali nada sabe sobre Robert quando ela entra na loja em que ele trabalha para fazer um orçamento de instrumentos para a igreja de seu pai. Seu primeiro contato é com Christian, mas não demora a conhecer Robert. Ele se encanta com Natali quase automaticamente, já a menina, escuta Robert cantando e tocando e fica impressionada com seu desempenho, mas não o bastante para lhe dar ousadia. Robert consegue conquistar a atenção de Natalie quando diz a ela que não acredita em Deus por conta das tristezas que já presenciou na vida desde pequeno, a morte do pai, a solidão da mãe, a falta de dinheiro...

Ainda assim, Natalie sabe que Robert é um bom rapaz e decide fazê-lo mudar seus conceitos, para tanto, ela está convicta em fazê-lo acreditar em Deus, porém, conforme a convivência entre eles vai aumentando, um sentimento vai nascendo, no entanto, nada será muito fácil para os dois, pois, são pessoas completamente diferentes, enquanto Robert gosta da noite e têm costumes condizentes com jovens da sua idade, Natalie é uma menina recatada e pensa muito no futuro e no que Deus tem para sua vida.


A relação entre Natalie e Robert vai avançando conforme o tempo passa, mas muitos percalços irão surgindo no caminho dos dois devido às suas desavenças. A trama é premeada por muitos acontecimentos, o autor não deixa a peteca cair em nenhum momento e a trama está longe de ser monótona e clichê. O teor religioso é bem dosado, nada forçado. É tratado de forma natural como uma característica da personagem e que molda sua personalidade o relacionamento do casal. Assim como Robert acredita em seu sonho, Natali acredita que Deus lhe reservará o que lhe é de direito.

Eu não esperava me emocionar tanto com o livro quanto me emocionei. As lágrimas que surgiram foram completamente inesperadas. Não posso mencionar o final da história, mas posso dizer que me pegou de surpresa e me despedaçou o coração como nenhum outro livro havia feito nos últimos tempos. É sem dúvida uma linda trama, com várias passagens que levam o leitor à reflexão. Não mencionei aqui muitas coisas que ocorreram durante a história, pois, é um livro muito rico em detalhes e personagens bem construídos, optei por deixar a surpresa à cargo do leitor... Termino esta resenha com a convicção de que “Quero me Apaixonar” é um dos melhores livros já lidos neste primeiro semestre do ano. Recomendo!

 https://www.chiadoeditora.com/

23 comentários :

  1. Oi, Van!
    Só pelo título do livro percebe-se que a história é de mexer com os sentimentos e pra ler com uma caixinha de lenços do lado.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
  2. Consegui rir e chorar lendo o livro, fui envolta com a historia a intensidade dos personagens. Quando terminei a leitura uma onda de sentimentos me inundou e senti a vontade de me apaixonar, não por alguem em especial, mas me apaixonar pela vida, pelas pessoas q estão a minha volta. Com certeza vale a pena ler, super recomendo!

    ResponderExcluir
  3. Oiii, tudo bem?
    Fiquei bem surpresa em ver que este livro é da Chiado Editora <3 só o título me conquistou completamente, tenho certeza que quando eu ler será uma obra muito emocionante, eu gostei muito do gênero <3
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Só pela ambientação da estória, e da sinopse, já me interessei muito. Gosto do gênero, e se você está classificando como uma das melhores leituras nesse semestre, deve ser um ótimo livro =)

    Beijos, Pri
    vintage.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Van
    Pela forma que vc descreveu a história parece ser bem emocionante e romântica. Fiquei curiosa pela questão de ter religião no contexto, e de como o autor soube dosar isso.
    Parece mesmo ser um livro tocante, fiquei com vontade de ler. É um enredo bem diferente, eu achei.
    Adorei suas fotos.

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro, gostei muito da sua resenha. Achei a premissa bem interessante, parece trazer muitas emoções! Adorei as fotos!
    Ah! Te indiquei para receber um prêmio bem legal lá no blog, não sei se já ganhou, mas depois dê uma passadinha lá pra entender melhor!

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  7. Livro maravilhoso. Não podia ser diferente, sendo escrito por quem foi. Sei que todos os escritores precisam ser dotados de uma certa espiritualidade para escrever, mas Alex vai além disso. Ele de fato escreve com o coração, e não só com o dele, com os de outros também! Quero continuação, eu quero me apaixonar outra vez.

    ResponderExcluir
  8. O melhor livro de romance que já li, escrito pelo homem da minha vida! Alex Darcisio, parabéns sempre amor!

    ResponderExcluir
  9. Livro perfeito! Me fez chorar em vários momentos, envolvente, e com grande riqueza de detalhes. Recomendo para todos que querem se apaixonar...

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Quero me Apaixonar....
    Um dos melhores romances que já li, uma historia viciante, é recomendável somente para pessoas que não sofrem problemas cardíacos, porque haja coração pra aguentar rsrsr. Estou esperando o segundo livro...

    ResponderExcluir
  12. Oieee! Olha, confesso que lendo sua resenha pensei em um romance cliché,com certa dose de drama, romance e surpresa no final, mas quem disse que eu não gosto de um bom cliché? Pelo que você fala, independente da originalidade da história, parece ser um livro emocionante e isso é o que importa! Vou anotar a dica para ler assim que puder. Bjosss

    http://www.porredelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi, achei a capa linda e a premissa bem interessante. O livro parece carregar uma carga emocional bem grande e o fato de ser um triangulo amoroso deixa a historia mais interessante. Acho que o livro deve ser muito bom, pois o modo como você disse que se emocionou e chorou, só mostra que é um livro apaixonante.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi tudo bem?
    Primeiro, lindas fotografias. Não conhecia a editora e nem a obra, mas gostei por passar em 1950, mas achei um pouco batida a sinopse, me lembra outros livros. Para quem gosta de música é uma boa pedida.Mas gosto de livros onde os preceitos da igreja, fazem a pessoa de certo modo mudar sua maneira de pensar. Ih, termina como final triste? Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Nossa, fiquei com muita vontade de ler, achei incrível o jeito que você contou a história, mas sem todos os detalhes, aguçou minha curiosidade e o livro parece ser incrível! Adorei a resenha, beijo!

    ResponderExcluir
  16. Olá Vanessa,

    Não conhecia esse livro, mas pela sua resenha não tem como não ficar curioso, dica anotada....bjs.


    http://www.devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá! Adorei a resenha e me interessei pelo livro, pois adoro dramas familiares bem desenvolvidos, como parece ser o caso desse.
    Quando você menciona os presentes que ele ganha aos 5 anos de idade (um avião e um violão), já imaginei um livro com muitos detalhes e bastante poesia.
    Adorei as fotos que você tirou, super criativas e lindas.
    Valeu a dica!
    Beijos!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi Tudo bem.
    Como dizem, os opostos se atraem. A garota certinha e crente na sua religião com uma rapaz, que por causa de suas perdas e situações nada agradável, deixa de acreditar no Deus e prefere a bagunça.
    A trama parece clichê, mas tem algo nela que me chama e me atiça a vontade de lê-lo. talvez seja por causa da sua opinião sobre o final, do qual, fiquei bastante curiosa.
    Adorei a resenha e espero em breve ter a chance de ler esta obra.

    Beijos Ana Zuky
    http://www.meuinfinito.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Mesmo que você tenha gostado, que o livro leve tanto à reflexão e ainda tenha destroçado seu coração, não fiquei com vontade de ler. Sei que você disse que a parte religiosa foi bem dosada, mas não sei se eu teria a mesma opinião, então prefiro não me arriscar. Mas fico feliz que a história tenha te ganhado desse jeito!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  20. Omg!!! Que história emocionante. Deve ter sido bem difícil para o garoto viver sem o pai, ainda mais que não tinham muitas condições neh!!! Esse parece ser o tipo de história que eu choro do começo ao fim, amei sua resenha.

    Até mais, http://www.meninoliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Que resenha emocionante, deu para ver o quanto você gostou da leitura! Eu não conhecia a obra, e confesso que demorei a me encantar pela história, mas quando cheguei no final da sua resenha foi impossível não me apaixonar e querer ler!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  22. Não gosto de livros com tema religioso.
    Mas depois de ver uma crítica ao Livro que evidenciava não ser ele um cliché. Inclui na minha Leitura. Sinceramente não sei classilicar o Livro. Não posso dizer que é religioso. Mas não posso deixar de dizer que é Motivacional e surpreendente. Há temposempre não me via tão presa a uma história bem como não me lembro de ter se emocionado em tantos momentos diferentes. O final mexeu com meu psicologico. Chorei e me analisei. Me perdoei e perdoei. Mandei mensagens e Abraçei. Tudo que pensei ao final foi..Esse livro tem que virar um filme. A capa me surpreendeu por esse fator como conseguiramigo retratar uma imagem do na capa da cena do Livro? Tem na capa a essência. O que foi dito na sinopse pra mim foi fato um triângulo amoroso de tirar o fôlego. E por falar em tirar o fôlego...passei a seguir o Autor no insta tem o mesmo nome de autor do livro. E pelo Amor que homem é aquele? Deve ser o escritor mais lindo dos últimos tempos. Sem mais...Pra mim é um livro sobre paixão a vida.

    ResponderExcluir
  23. Fiquei doida para ler esse livro, só pelo fato e você ter se emocionado tanto. Adoro histórias emocionantes. Não conhecia esse livro e já anotei para a lista de desejados. Gostei da sua resenha e espero gostar também do livro como você.
    Bjss

    livrosemarshmallows.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...