(Resenha) Sedução no Convento - Jacques Lagôa - Companhia Editora Nacional:



Sinopse:

Dois corpos cedem ao prazer, duas almas cedem ao amor.

Este livro narra a trajetória de Marcel, um homem bonito, atraente e cheio de vigor. Na França, ele descobre sua sexualidade ao lado de Collete, uma noviça do convento onde ele servia como empregado.

Marcel e Collete não deveriam ficar juntos, mas todas as dificuldades deste improvável romance são vencidas pela coragem que apenas a juventude pode dar aos amantes. Apaixonados e tomados pelo desejo, o casal não mede esforços para cultivar o amor que os une. A vida, no entanto, parece ter outros planos para os dois...


Opinião:

A primeira observação a se fazer sobre este livro é que ele se passa praticamente em uma única noite com nosso protagonista sentado em seu banco predileto em frente ao Mont Saint-Michel com sua bicicleta parada ao lado relembrando os momentos mais marcantes de sua vida e trajetória desde a infância quando foi largado em um convento depois da mãe morrer no parto.

Marcel nasceu em 1960 e está hoje com 55 anos. Os capítulos visam nos contar o momento em que na juventude descobriu as alegrias do primeiro amor ao lado de uma noviça e também a tristeza de ser bruscamente separado desta por aproximadamente 30 anos sem saber seu paradeiro e sem nunca mais ouvir falar em seu nome.


Marcel foi criado com todo carinho e atenção pelas freiras que lhe tinham como parte da família, conforme foi crescendo, passou a ajudar nas tarefas diárias do local e de uma hora para a outra tornou-se um rapaz forte e bonito e claro, sua sexualidade começou a aflorar, seus interesses passaram a ser mais do que o simples ato de auxiliar as freiras e noviças no dia-a-dia.

Uma noviça em especial lhe roubava o sono, a bela Collete. A princípio o interesse pareceu partir apenas de Marcel, mas não demorou à que a moça também lhe demonstrasse olhares curiosos e furtivos. Como os dois eram sempre recrutados à irem à cidade fazer compras ou qualquer outro tipo de serviço para o convento logo o apenas interesse passou para algo mais e, depois que deram o primeiro passo não foi mais possível voltar atrás.


A partir de então, acompanhamos o romance entre Marcel e Collete e ficamos ansiosos para saber que rumo o relacionamento irá tomar já que obviamente é amor proibido e sem dúvida não agradará as freiras caso estas descubram o que está acontecendo entre seu protegido e uma das noviças mais queridas do lugar.

Mais para o final do livro, a história começa a ser ambientada no tempo presente, quando Marcel já nos repassou todos seus melhores e piores momentos e já temos conhecimento de tudo o que ele passou até então. Enquanto está sentado em seu banco e acredita que nada mais pode lhe surpreender, eis que o destino lhe prepara uma peça e mais uma história se desenrola desde então...



Enfim, tinha um tempo já que eu havia recebido este livro para resenha e não via a hora de pegá-lo para ler, até que enfim a oportunidade chegou e admito que mesmo tendo ficado um pouco assustada com o tipo de narrativa utilizada pelo autor, eu gostei da trama aqui apresentada. Jacques Lagôa é na verdade ator e diretor de novelas e eu não fazia ideia de que ele também escrevesse livros. A narrativa aqui utilizada é um tanto apelativa e erotizada, mas procurei levar em consideração apenas a história criada pois, esta sim é o carro chefe do livro. Eu gostei da leitura, mas acredito que poderia ter sido um pouco mais detalhada e romantizada, recomendo o livro para aqueles que gostam histórias quentes e curtas que podem ser lidas no decorrer de uma noite.




 http://www.editoranacional.com.br/nacional2010/default.asp


12 comentários :

  1. Oi Vanessa, eu também já li esse livro. Sua resenha descreveu bem algumas opiniões minhas e foi muito bom poder relembrar essa história. Concordo com você: é uma leitura válida sim, mas acho que poderia ser mais detalhada também, porque o leitor sente falta disso em algumas cenas mais marcantes.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Confesso que a sinopse não me chamou muita a atenção, mas a sua resenha com certeza ganhou o meu interesse. Eu gostei de a estória ter um tom mais erotizado, acho que isso foi o que mais me chamou a atenção da estória. Então com certeza vou lembrar dele se algum dia passar por ele em uma livraria :D

    Luz e literatura!

    cantaremverso.com

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Eu não ligo para a parte erótica de um livro, mas gosto mesmo é do romance. Quando tem mais romance, fico ainda mais feliz com a história.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  4. Oie...
    Tenho que confessar que se não houvesse lido sua resenha esse livro bem provavelmente passaria despercebido por mim em uma livraria, porém, ao ler sua história me interessei bastante nas memórias de Marcel... Adoro livros em que o protagonista é idoso e relata suas aventuras da juventude.
    Dica anotada ;)
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie...
    Tenho que confessar que se não houvesse lido sua resenha esse livro bem provavelmente passaria despercebido por mim em uma livraria, porém, ao ler sua história me interessei bastante nas memórias de Marcel... Adoro livros em que o protagonista é idoso e relata suas aventuras da juventude.
    Dica anotada ;)
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Van, sua linda, tudo bem?
    Fiquei curiosa com esse final: ele irá reencontrar a noviça? Tomara que sim, como sou romântica, sempre torço por um final feliz, risos... Mas confesso que fiquei desanimada quando disse que a narrativa dele é apelativa e que o enredo não foi muito bem desenvolvido. Por isso acho, que dessa vez, irei passar a dica. Mas para quem curte, parece ser uma boa dica de leitura. Gostei muito da sua sinceridade, sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Van.

    Mais um livro que você cita que faz eu correr para minha lista de desejados para adicionar mais um livro. Fiquei bem curiosa para conferir a história, mesmo sabendo que o livro poderia ter sido um pouco mais detalhado e romantizado, eu arrisco em lê-lo.

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Não curto narrativas curtas e muito menos histórias quentes, e o fato da narrativa ser apelativa e erotizada realmente é algo que me faz perder qualquer vontade de ler o livro que pudesse surgir. Além do mais, a premissa me incomoda um pouco com essa história dele se envolver com a noviça, talvez por ter estudado a vida toda em um colégio de freiras. Não acho que seja leitura para mim.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  9. Oiii!

    Eu já ouvi falar do livro mas não dei muita vontade de ler. Acho que o enredo tá jus para o livro, mas eu não sou fã disso. Esse erotismo demais não me ganha não.
    Acho que tudo que é forçado demais é ruim e isso não me desce.
    Mas gostei da sua sinceridade e da resenha!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Oi Van!
    Só pela sinopse eu já fiquei interessada pelo livro. Amo romances e esse, com essa paixão proibida, me deixou pra lá de curiosa.
    Gosto bastante de histórias com cenas mais hots (leio livros eróticos desde os 16 anos) e acho que me agradaria, já que a historia, de certa forma, pede cenas mais sensuais.
    Já anotei a dica e espero curtir a leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oh God! Eu não concluiria esse livro (sinceramente), primeiro por ser hot e segundo por ter uma narrativa complicada assim ahuahaiahaih. Mas parece ser uma leitura válida sim!!

    ResponderExcluir
  12. Nossa, é tão erotizada assim? O.o Achei que seria mais puxada pro romance também, afinal, um dos protagonistas do casal é uma noviça né. Mas achei interessante a história ir por esse lado de amor proibido num convento, fiquei super curiosa pra saber o desenrolar da história!
    bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...