(Resenha) Alice no País das Armadilhas - Mainak Dhar - Editora Única:


Sinopse:

O planeta Terra foi devastado por um ataque nuclear, e boa parte de sua população se transformou em Mordedores, mortos-vivos que se alimentam de sangue e, com sua mordida, fazem dos humanos seres como eles.

Alice é uma jovem humana de 15 anos que mora no País das Armadilhas, nos arredores da cidade que um dia foi Nova Déli, na Índia. Ela nasceu nessa nova realidade aterrorizante e teve de aprender a se defender sozinha desde cedo.

As coisas mudam quando Alice decide seguir um Mordedor por um buraco no chão: ela descobre a estarrecedora verdade por trás da origem das criaturas e se dá conta da profecia que ela mesma está destinada a consumar — uma profecia que se baseia nos restos chamuscados do último livro encontrado no País das Armadilhas, uma obra chamada Alice no País das Maravilhas .

Uma mistura incomum de mitos, teorias conspiratórias e Lewis Caroll, Alice no País das Armadilhas pode parecer mais uma história de zumbi, mas é uma metáfora instigante de como tendemos a demonizar aquilo que não compreendemos.


Opinião:

"Alice no País das Maravilhas" é um dos meus clássicos favoritos da vida, já li três vezes e não me canso da história, sendo assim, é claro que fiquei curiosa quando chegou aqui em casa de surpresa o exemplar de "Alice no País das Armadilhas" com a promessa de uma releitura original e divertida da tão famosa obra de Lewis Carol. Quem diria que até mesmo os Zumbis iriam se juntar à doce Alice?


Na verdade, pode esquecer aqueles lindos jardins, a figura meiga da protagonista e toda aquela maluquice (no bom sentido) existente no clássico original, aqui a coisa é bem mais tensa. Para começar, o planeta não é mais o mesmo, um ataque nuclear transformou boa parte dos habitantes da Terra em Mordedores, zumbis que se alimentam de sangue e que assim como ocorre com os vampiros, transformam outra pessoa em zumbi ao mordê-la. 

Temos então uma realidade distópica, um mundo devastado onde só sobrevivem aqueles que sabem se defender. Alice já nasceu neste contexto e desde muito nova aprendeu como se defender, a menina vive na Índia, em Nova Deli e é uma das melhores 'soldadas' do grupo de comandado por seu pai. A garota é habilidosa na arte de lutar, atirar e matar, ou seja, inocência nula. 


Mas, para que possamos fazer a conexão com o País das Maravilhas, eis que Alice em certo dia quando estava de guarda junto à irmã, vê um Mordedor com orelhas de coelho, e muito curiosa, resolve segui-lo pois ele parecia estar procurando alguma coisa, quando Alice se aproxima o Mordedor parece ser misteriosamente sugado pelo chão, muito espantada ela vai até o local onde ele estava à instantes atrás e de pronto sente o chão ceder e começar a cair.

A partir deste ponto, Alice começará a se questionar sobre tudo o que lhe foi passado até então, tudo o que os humanos queriam que ela acreditasse sobre a natureza dos Mordedores. É uma nova realidade que se apresenta, a líder dos zumbis acredita que a menina foi a escolhida para consumar uma antiga profecia baseada em um velho livro intitulado como Alice no País das Maravilhas.



Como vocês bem podem notar, este é um livro que exala adrenalina, é ainda mais doido que o original, hehe, mas não pensem que isto é uma coisa ruim, nada disto, como eu não iria adorar um livro que me prende e me tira o sono? Claro que adorei. A obra é repleta de reviravoltas, então quando você pensa que já entendeu tudo, vem o autor e te mostra que ainda faltam peças no quebra-cabeça, achei genial, o auto soube conduzir bem a trama, deixando o leitor curioso. O final do livro te deixa ansioso pela continuação que por sinal já foi lançada e é intitulada como "Alice e as Armadilhas do Outro Lado do Espelho".

 http://www.editoragente.com.br/?linha=43


8 comentários :

  1. Oi Nessa
    Eu ainda não li o livro original, meu sonho é comprar Alice no país das maravilhas, mas sempre acabo comprando outros livros.
    Achei curioso este contexto todo, parece ser um livro bem diferente e divertido. Quero muito ler, mas primeiro quero ler a história original.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Esse livro sempre me atraiu pela capa, mas parece que ele é bem mais do que isso... Curti sua resenha e fiquei doida para ler essa estória!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    sou muito sincera, nunca li Alice, tenho dois livros da Novo Conceito e simplesmente não consigo rsrsrs
    No entanto, já me interessei por esse. Essa editora tem um faro para boas releituras :D

    Beijos!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Eu confesso que não costumo gostar muito dessas releituras de clássicos, mas essa é uma das poucas que acho interessantes. Parece ser bem sombria e cheia de aventura.
    Tomara que o próximo livro também seja assim empolgante.
    Beijos,
    alemdacontracapa.bogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Apesar de gostar da história da Alice, eu nunca tive vontade de pegar essas releituras em mãos, até porque lançaram várias, né? Mas eu não resisto a zumbis e climas zombrios, então é, um dia vou acabar lendo hahaha adorei a resenha! Essa capa dark também é linda <3

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eita Van, mais doido que o clássico? Adoooro! Eu estou de olho neste livro desde o lançamento, mas ainda não consegui conferir. Que bom que foi uma ótima leitura pra vc <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Quero muito ler esse livro, já está na minha lista de desejados há bastante tempo. Ainda não tive a oportunidade de ler, mas em breve vai sair da lista haha.
    Adorei seu blog e os detalhes.
    Abraços!
    umlivroabertoig.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...